mobilitec

ergometrica

Ortopedia Moderna

Lismedica

Mais que Cuidar

Ortopedia Universo Senior
Stannah Mobilidade S.A

Autopedico

Invacare

Pros Avos

Ortopediareal

Contacte-nos
sembarreiras

Tecnomobile

TotalMobility

Multihortos

Drive Mobility

Contacte-nos

Autor Tópico: STOP a deficientes em cadeiras de rodas na passagem subterrânea de Belém  (Lida 489 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Online migel

STOP a deficientes em cadeiras de rodas na passagem subterrânea de Belém
19:21 - 18-02-2017


A Associação de Turismo de Lisboa divulgou o resultado de um estudo realizado pela consultora Deloitte em que se conclui que em 2015 o setor gerou na capital 6,3 mil milhões de euros e 8,4 mil milhões na região de Lisboa, tendo sido criados 150 mil postos de trabalho, a maioria nas áreas de hotelaria e restauração.

A propósito, o ‘Jornal de Negócios’ escreveu que Lisboa registou ainda um crescimento médio anual no número de dormidas de 9,1%, «o maior quando comparado com as principais cidades europeias», à frente de Istambul (9%) e Berlim (8%).

Mais de 90 por cento de moradores e trabalhadores na área metropolitana de Lisboa consideram que a vinda de turistas à capital é positiva ou muito positiva. Deixam milhões e dão mais vida à cidade, indicam os inquiridos, sem se darem conta que talvez ela não esteja preparada para receber com o cuidado exigido quem a visita, falhando em pormenores que espantam: pela incúria, pela ignorância ou pela ganância de ganhar muito e depressa, investindo pouco e devagar.

Ligação entre a terra e o mar
Repare-se no exemplo: manhã de um dia de semana deste mês de fevereiro, fora da época alta, com quase 30 autocarros devidamente ordenados no local de estacionamento na Praça do Império. Os visitantes encontram ali o Mosteiro dos Jerónimos, o Museu de Marinha e o Museu Nacional de Arqueologia, mais o Planetário Calouste Gulbenkian e o Centro Cultural de Belém, além de outros pontos de reconhecido interesse.

Isto de um dos lados da linha, porque, mesmo em frente, no lado de lá, encostado ao Tejo, destaca-se a imponência do Padrão dos Descobrimentos, um ex-libris de Portugal e um dos monumentos mais visitados de Lisboa, precedido de ampla praça em que pode contemplar-se, no pavimento, enorme e bela Rosa dos Ventos.

A ligação faz parte do circuito. É simples e rápida a ligação entre terra e mar utilizando a passagem subterrânea para atravessamento da ferrovia. É simples e rápida, sim, embora ‘interdita’ a deficientes motores em cadeiras de rodas.

Nova passagem não se sabe quando
São dois lanços de 15 degraus para descer e do outro lado mais dois lanços de 15 degraus para subir, com repetição na volta. Desagradável surpresa para quem com ela se depara e que conduz a uma de duas decisões: ou desistem, ou, se braços amigos o permitirem, avançam com empreitada solidária para que ninguém fique para trás.

Grave mesmo é no mais nobre espaço da capital, que diariamente acolhe milhares de pessoas, e em toda a frente de rio, Lisboa não dispor de um acesso que autorize os deficientes a transporem, com a dignidade devida, a fronteira representada pela linha férrea, principalmente numa cidade há meses virada de pernas para o ar em obras e que apregoa virtudes imensas para atrair cada vez mais gente.

No novo Museu Nacional dos Coches, junto ao Palácio de Belém, inaugurado há cerca de dois anos, pode ver-se um esboço de projecto com a informação que «aqui vai nascer uma nova passagem pedonal, um novo caminho entre a Junqueira e o Tejo».

Não diz é quando…


Fonte: ABola
 

 



Anuncie Connosco Anuncie Connosco Stannah Mobilidade S.A Anuncie Connosco Anuncie Connosco


  •   Política de Privacidade   •   Regras   •   Fale Connosco   •  
       
Voltar ao topo